quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

E quando o presente é...

Final de ano, época em que gostamos das tradicionais festinhas em que há troca de presentes. Mas o que fazer quando o presente não é exatamente aquilo que você queria?
Ok, também acho que presente (cavalo) dado não se olha os dentes, mas tem coisas que realmente não tem nada a ver com você. E aí faz como?

Eu por exemplo, faço aniversário no em dezembro. No mês em que sai o 13º do pessoal. Então geralmente quem faz aniversário em dezembro ganha presentes mais fofoxus. Isso sem contar que logo depois em o Natal, amigo oculto... Simideibem nessa!

Mas voltemos ao ponto crucial, o presente.

Pra mim, quando vamos presentear uma pessoa, o ideal é tentar combinar quanto temos em dinheiro para gastar e um tipo de presente que tenha algo a ver com o felizardo, caso contrário, será um sorriso amarelo, um desapontamento só, tanto para quem recebeu, quanto para quem deu o presente e acaba ouvindo aquele típico "Que lindo, obrigado!" bem seco.

Não sou chata, antipática, sem-educação, mas é que tem certos presentes que não tem como você demonstrar sua alegria. A nossa "decepção" acaba sendo maior que a educação.
Eu já recebi alguns presentes que .... o sorrisinho de canto de boca falaram mais alto. Foi mais forte do que eu. Tipo assim, acabei de abrir o embrulho e vi que era uma calça de malha verde bandeira, ou uma blusa amarelo ovo, uma blusinha de malha com um decote que ia no umbigo, cd de pagode... Desculpa se a minha sinceridade dói, mas eu não consegui disfarçar. Agradeci e guardei o presente. Aliás, estão todos guardados aqui até hoje. :p

Uma dica boa, procure conhecer um cadinho a pessoa que será presenteada. Reparem um pouco nas coisas que ela gosta e no que ela não gosta também.
Eu por exemplo, adoro ganhar meias, pulseirinhas, lencinhos, sabonetes, bobaginhas, batonzinho de camelô, coisinhas simples mesmo...
Mas, por outro lado, roupas decotadas, ou amarelas, perfumes, brincos de bijus(adoro brincos de bijuteria, mas sou alérgica a certos tipos de metais), podem evitar. Eu agradeço.

Daí eu me lembrei agora, da carinha dedecepção de uma amiga em um antigo amigo-oculto. Quem mais queria fazer bonito e presentear seu amigo com um belíssimo presente. Uns ganharam blusas, uma outra ganhou uma sandalinha rasteira de prata, perfumes dOBoticário, eu ganhei uma bolsa transprente de verão... Eis, que essa amiga recém-casada quando abre o presente diantes de todos e vê um prato de vidro grande com divisórias que serve para colocar petiscos, ela nem sorrir conseguiu. Por momento pairou aquele clima pesado no ar.

Não sou sem educação mal-agradecida. Sempre que recebo um presente, seja lá o que for eu guardo com todo carinho, mas vamos ser realista e admitir que ... às vezes o presente não combina com a gente. Ou vai me dizer que isso nunca aconteceu com você?

3 comentários:

Carol by Carol disse...

aff ja ganhei cada coia feia..
mas a foto do lula q vc colocou eh supimpa jaiaauahuahaua

Izabela disse...

puts nem me fale em presente feio... já ganhei cada um... ¬¬ meu niver é em pleno carnaval... entao imaginem né :/

sheila alvarenga gogoi disse...

Aaaaah, eu adoro amarelo, pode me dar as roupas amarelas q vc ganhou!
;)

rsrsrsrsrsrsrs...

Olha, eu geralmente tenho sorte com presente...em parte pq tenho o gosto bem simples e tbm pq faço questão de externar aos 5 mil alto-falantes as coisas q odeio... então jamais alguem que me conhecesse o mínimo me daria um CD de pagode ou uma garrafa de whisky, pq sabem q eu odeio pagode e afins, e não bebo.
Pra qquer dúvida, tem sempre os "vale-presentes" p nos ajudar. mas eu nunca os dei, acho muita falta de criatividade. Eu gosto de escolher o presente, pensar bem no q a pessoa gostaria... então, além de eu ter sorte de receber só coisa q eu gosto, as pessoas tbm sempre gostam dos meus presentes (independentemente de preço). Acho que um pouquinho de esforço e boa-vontade ao presentear não faz mal,né?