domingo, 17 de maio de 2009

Por que um muçulmano pode ter mais de uma esposa?

Como maio é considerado o mês das noivas, então vamos falar um poquinho sobre casamento poligâmico no Islam.

Quando você é uma muçulmana ou pretende se casar com um, é comum ouvir coisas do tipo: "Você vai deixar seu marido ter outras esposas?" Ou então, "Se ele pode ter várias esposas, você poderá ter vários maridos?" O que acontece é que muitas pessoas se utilizam dessa possibilidade do Islam para fazer piadinhas por não entenderem o porquê da poligamia islâmica.

Só para início de conversa, a poligamia não é uma invenção do Islam, também não é algo imoral, nem uma condição, ou seja, um muçulmano NÃO precisa ter várias esposas. Então vamos entender um pouco sobre o assunto.

-->Primeiro, a poligamia é uma prática muito antiga, encontrada em muitas sociedades humanas ainda hoje.

--> Inúmeras culturas e especificamente a civilização semita já praticavam a poligamia. Assim, vários profetas como Abraão, Jacó, Davi e Salomão tiveram várias esposas. A Bíblia, no Velho Testamento não condena a poligamia. Portanto, não há porque das críticas por parte dos cristãos a esse costume. Os profetas, homens prediletos de Deus e de elevada moral e caráter, praticaram a poligamia.

--> Os judeus orientais praticavam a poligamia regularmente até a chegada a Israel, onde ela foi proibida por lei. Contudo, na lei religiosa, que sobrepuja a lei civil em tais casos, a poligamia é permitida.

--> A Igreja de Roma proibiu a poligamia, a fim de se adequar à cultura greco-romana (que prescrevia somente uma esposa legal, enquanto que tolerava o concubinato e a prostituição).

"Agora, em nosso tempo, e de acordo com o costume romano, não é mais permitido tomar uma outra esposa" (Santo Agostinho)

--> Sempre tem existido mais mulheres no mundo do que homens. Nos tempos de querra, o número de mulheres aumenta. Em sociedades patriarcais, era praticamente impossível que uma mulher solteira providenciasse para si mesma, pois quase sempre não tinham nenhuma educação e dependiam de seus pais, irmãos e maridos para seu sustento e proteção.

-->
Mulheres solteiras eram sujeitas frequentemente à prostituição e escravidão. A poligamia serviria também para protegê-las da prostituição, escravidão, fome, etc.


Agora sim podemos entender a poligamia no Islam.

A poligamia no Islam é permitida para os homens e limitada por Deus num número de quatro esposas, desde que o marido as trate com igualdade, no que se refere ao tempo gasto em sua companhia e benefícios materiais. Porém, em se tratando de sentimentos, pode ocorrer sim a preferência entre uma à outra esposa. Mas que fique bem claro que um homem só pode ter mais de uma esposa se for capaz de prover o sustento delas de forma igualitária.

A mulher no casamento poligâmico é uma esposa, não uma amante ou concubina, o que significa dizer que ela tem garantidos por lei todos os direitos de uma esposa sobre o homem e seus bens e é plenamente reconhecida como tal. Os filhos dessa união tem os seus direitos legitimados.
Como a única relação lícita no Islam entre o homem e a mulher é o casamento religioso, poligamia não significa adultério ou concubinato, nem qualquer outro tipo de relação irresponsável.

Caso um homem queira ter outras esposas, ele deve primeiro comunicar e explicar devidamente o porque do outro matrimônio em um documento e cabe a ela consentir ou não. Geralmente são atribuídas as seguintes justificativas:
  • Quando uma mulher seja estéril e seu marido deseje um filho, esse não precisa desampará-la ou traí-la para gerar seu filho. pode contrair outro matrimônio e continuar amparando sua primeira esposa.
  • Quando a mulher está impossibilitada, questões de sáude em continuar exercendo suas suas de esposa. (Pior seria ser abandonada ou traída pelo fato de estar doente).
  • Quando não há mais compatibilidade dentro do casamento ou este já não ama sua mulher, porém a respeita enquanto pessoa e sua condição de esposa, este poderá procurar casar-se novamente. (Em nossa sociedade, alguns homens preferem ter uma amante, ou o divórcio.) Ao invés de recorrer a relações sexuais ilícitas, como é o caso do adultério, um muçulmano pode optar pelo outro matrimônio.
Embora a poligamia masculina seja um direito do homem, não é em si uma determinação imperativa e nenhuma mulher é obrigada a casar com um homem que já tenha uma esposa, ou aceitar uma segunda esposa (o que faz parte das disposições contratuais a serem determinadas por ambos no ato do matrimônio).

Quanto a poligamia femina, cosnta -se que um grupo de quarenta mulheres se juntou e perguntaram a Ali:

"Por que o islam só permite a poligamia masculina?Não é isso uma discriminação injusta?.Ali(raa) pediu que trouxessem pequenos copos com água e os entregou a cada uma delas, depois pediu que despejassem os copos com água numa grande bacia que fora colocada no centro da assembléia, então pediu para que cada uma delas pegasse a sua própria água.Elas então perguntaram como aquilo seria possível se as águas tinham-se misturado. Ali(raa) disse-lhes então que se uma mulher tivesse vários maridos mantendo relações sexuais com todos eles como poderia distinguir o pai de cada criança? "

A poligania feminina nunca foi bem aceita aos olhos das sociedades, nem na antiguidade como nos dias atuais.

Em suma, nas sociedades onde a poligamia não é abertamente aceita um número cada vez maior de mães solteiras e jovens prostituindo-se, casamentos embasados em mentiras, mulheres vulgarizando-se ao acreditar na errônea promessa de liberdade sexual.

Vale destacar que o Brasil é um país laico, cristão e monogâmico. Portanto as questões islâmicas devem respeitar a Constituição do país. Sendo assim, poligamia no Brasil é crime. Caso um muslim queria ter mais de uma esposa, esses outros casamentos deverão ser feitos apenas no religioso.

42 comentários:

Carol by Carol disse...

Muito bem escrito!!!! parabens!
mesmo com a explicacao de ali acho ainda uma grande injustica ter so um marido ehehhehe, mas hoje em dia ainda isso eh um grande costume nos emirados e na arabia... em outros paises gracas a Deus isso nao eh mais costume..

sheila alvarenga gogoi disse...

Hoje em dia a poligamia não tem a menor justificativa. As mulheres ´não precisam de marido para sustenta-las, isso é muito ridículo e um atraso de vida total, na minha opinião. Muito machista e retrógrado!

sheila alvarenga gogoi disse...

A analogia da bacia foi bem interessante... mas uma perguntinha: e se o marido for estéril? A mulher muçulmana não deveria ter o direito de ter um segundo marido para procriar? Ou eles acham que nos casos de esterilidade, a culpa é SEMPRE da mulher??? Affffeeee que atraso!

Manahil disse...

Salam,

Eu aprendi que o Islam é adaptavél a cada país e a cada geração, não muda as regras, somente se adapta, pois bem, no Brasil é crime ter uma segunda esposa,dai você pensa, "então ele se casa com outra em outro país", certo? Não, ele não estaria dando igualdade de condições para ambas esposas.
Essa lei foi instituída por que em tempos de guerra, muitas mulheres perdem os maridos e ficam sem um provedor para as necessidades básicas delas e dos filhos. (falando de países islâmicos, onde poucas mulheres trabalham fora, um exemplo é a Palestina, onde o governo está pagando para que muçulmanos se casem com as viúvas do recente massacre).

"...A mulher muçulmana não deveria ter o direito de ter um segundo marido para procriar?...)
Resposta: o casal tem a opção de adotar uma criança no caso do homem se estéril.

"...Ou eles acham que nos casos de esterilidade, a culpa é SEMPRE da mulher..."
se for o caso a esposa pode se divorciar dele e casar novamente. Promiscuidade feminina só prejudica a mulher!!
Vivemos em um mundo machista. O Islam é a religião que mais protege a mulher!

Allah Hafiz

Mishal Zohaib disse...

Esse eh um assunto q eu estou "enrolando" pra tratar no meu blog tbm devido a seu grau de complexidade...hihihi...

Well, well, well...

As causas para "justificar" a poligamia podem ateh ser mto "nobres" e blah blah blah...Mas pra mim, EMA EMA EMA...Cada um com seus problemas...O que que EU tenho a ver se a fulana de tal ficou viuva, naum trabalha e tah cheia de filhos?? EH RUIMMMMM HEIN!!! Naum sou madre Tereza de Calcuta pra fazer caridade pra mulher rodada...aff

No meu marido ninguem tasca a mao hahahahah...Ou ele, ou a outra sairia MORTO dessa historia com certeza...Esse eh o tipo de coisa q realmente NAUM ENTRA NA MINHA CABECA....NAUM ACEITO NAUM ACEITO E NAUM ACEITO..E jah deixei mtooo bem claro isso pra ele...

Se quiser ter outra, soh divorciando msm, pq eu enfiar outra na minha casa e assistir de camarote meu marido fazendo "bobica" com ela, NEM MUERTAAAAAAAAAA.....Afffffffffff.

Mishal Zohaib disse...

Ah sim, tem uma ressalva: eu aceitaria ser a 376475629838578 esposa do SHEIK MAKTOUM (o dono de Dubai) kkkkkkkkkkkkkkkkk...lol

sheila alvarenga gogoi disse...

Engraçado que qdo é a mulher com 2 maridos é "promiscuidade feminina". Quando é o cara com 2 mulheres é "pra protege-las". Ridículo. Eu sou mulher e não quero proteção, quero respeito!

Ana, Aprendiz de Anjo disse...

Tema polêmico... culturas diferentes nem sempre seram bem aceitas. Beijos

Manahil disse...

Salam,
Sheila, não há um lugar no mundo que aceite a mulher ser de 2 homens, como eu disse o mundo é machista, agora, no Brasil um homem que tem 2 ou mais mulheres é tido como o MACHO,GARANHÃO,ele raramente será ridicularizado e/ou julgado por isso!( onde está o respeito nisso?)
Uma mulher que tem 2 homens, vadia,galinha,piranha,p*ta...enfim uma infinidade de adjetivos pejorativos e nunca será dignamente elogiada!!! ( onde está o respeito nisso?)
Por isso o Islam dá opções para a mulher, tudo depende dela,aceitar ou não a "outra", é uma proteção sim!! Somos Brasileiras e não aceitamos essa cultura de 2 esposas, por que tivemos liberdade e independência para sermos donas dos nossos narizes, mas imagina o que acontece com uma menina que nasce em um país onde as tradições culturais não permite que elas sejam livres, independente, e onde a miséria predomina...é um assunto complexo. O Islam tem bases sólidas para permitir o tal ato,fundamentado sempre na proteção e respeito com as mulheres.( lembrando que cada caso é um caso)

Mishal, você pode e deve não aceitar que seu marido se case com outras, você pode incluir esse pedido no seu contrato de casamento, assim como pode exigir que ele te leve café da manhã na cama, que ele beije seus pés todos os dias, que ele nunca fale mais alto que você numa discussão do casal...enfim há uma infinidade de exigências que a mulher pode e deve fazer e que conste no contrato, no caso de uma separação você pode usar isso contra ele!!!
E não aceite ser a eu aceitaria ser a 376475629838578 do Cheikh Mohammand de Dubai, por que ele só pode se casar com 4, você seria apenas uma amante sem direito algum, heheheh...:P

Allah Hafiz

sheila alvarenga gogoi disse...

Mariachiquinha, teu blog tá lindchuuuu demais! Até fui nesse site Aqua Poppy roubar um background p mim!

Ah, participe do meu concurso ;)

Beijos!

Mishal Zohaib disse...

Manahil...

Obviamente eu estava soh brincando a respeito do Sheik Maktoum hihihi...

Naum troco meu marido lindo por nadaaaaaaaaaaa nesse mundo...;)

Mariachiquinha disse...

Eu, penso da seguinte forma:

-->A poligamia (de uma maneira generalizada e não simplesmente a islâmica) serve para deixar bem claro que nada é para sempre e que a lealdade é mais importante que a fidelidade.

--> No caso específico do islam, a poligamia vista pelas questões culturais e racionais, faz sentido, principalmente em países "onde as tradições culturais não permite que elas sejam livres, independente, e onde a miséria predomina..." (copiando da Manahil).

--> Enquanto brasileira muçulmana, MARIDO MEU É SÓ MEU! SOU EGOISTA E NÃO VOU DIVIDI-LO COM OUTRA MESMO. E tem mais, se ele quiser ter outras esposas, primeiro o divórcio. Aqui não é a casa da mãe-joana.

Copiando a Eve:
"O que que EU tenho a ver se a fulana de tal ficou viuva, naum trabalha e tah cheia de filhos?? EH RUIMMMMM HEIN!!! Naum sou madre Tereza de Calcuta pra fazer caridade pra mulher rodada...aff"


--> Uma mulher não precisa ficar presa a um casamento falido para o resto da vida, principalmente se ela tem como se auto-sustentar e a sua família também. Agora, termine uma relação para começar outra. Ao meu ver isso é mais digno e respeitoso com ela mesma, com a família.

--> Pior que a poligamia, é a traição ou a covardia de ser abandonada, trocada, rejeitada, humilhada, ridicularizada...

--> Sheila GogoiA, obrigada pelo elogio ao blog! ;) Já votei no "divo" e na "diva".

Em alguns pontos pensamos de maneira diferente, mas é justamente isso que eu gosto em você.

Mariachiquinha disse...

Eve tive uma idéia... Já que o Sheik Maktoum só pode ter 4 esposas, a gente pode ser noras dele ;)

Dubai será toda nossa!!!!

sheila alvarenga gogoi disse...

O que que EU tenho a ver se a fulana de tal ficou viuva, naum trabalha e tah cheia de filhos?? EH RUIMMMMM HEIN!!! Naum sou madre Tereza de Calcuta pra fazer caridade pra mulher rodada...aff"

TÔ RINDO MUITOOOOOO!!!!!KAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKKAK!!!
ASSINO EMBAIXO!!! Mas se a segunda esposa for a Kareena Kapoor eu aceito rsrsrsrs!

Carol by Carol disse...

se a mulher quando esteril o homem se casa com outra, pq quando esteril adota? aff quanta hipocresia! tudo ao reino dos homens nada para as mulheres

Carol by Carol disse...

respeito com certeza nao eh! fala serio? dividir seu marido? o amor.. eh um desrespeito desgracado!!!!!!!!!!!! coisa pior nao ha, fala serio, cego e hipocrita quem acredita nisso! abre o olho estamos no seculo 21

sheila alvarenga gogoi disse...

Pior de ver, Carol, são as proprias mulheres defendendo esta coisa arcaica e machista!

Mariachiquinha disse...

Para não restar dúvidas... Eu até entendo a questão do porquê da poligamia, digamos que há nobres justificativas para tal ato, porém... sou brasileira, tenho em mim as marcas da minha cultura, das minhas tradições, e MARIDO MEU É SÓ MEU!!

Manahil disse...

Assalam alaykum

Carol : COMO EU DISSE, A MULHER TEM A OPÇÃO DE ESCOLHA, ADOTAR OU SE DIVORCIAR E CASAR NOVAMENTE. Não vejo hipocrisia nisso, ou oque você faria no caso do seu marido ser estéril? Diria pra ele," quero realizar meu sonho de ser mãe, me arrume outro homem me pra engravidar"! ou com licensinha que vou dar um pulinho na casa do vizinho pra dar uma engravidadinha básica! Pegunte a qualquer ser humano do sexo masculino oque ele faria com vc.
Ou fazer como muitas,fingir que não saberem do caso extra-conjugal do marido e viver de aparência, aff isso sim é hipócrisia.

Outra coisa, Fácil olharmos para nosso próprio umbigo e dizer, hipócrita, cega, eu não aceito...Você não deve conhecer as histórias de infanticídio feminino, miséria e outras coisas mais, que acontece ainda em PLENO SÉCULO 21.
Ninguém precisa ser "Madre Tereza" para entender as injustiças do mundo ou para tentar fazer dele um lugar melhor.

"Anas (RAA, narrou que o Profeta (SAAS) disse: Nenhum de vós chegará a ser um verdadeiro crente, até que deseje para o seu próximo o que deseja para si mesmo" (Bukhari e Muslim)

Se Allah ordena que façamos algo é por que ele sabe o que melhor para as criaturas Dele, não temos capacidade de julgar os mandamentos de Allah! Não existe ninguém mais sábio que Allah!

Minha intenção foi mostrar que, a poligamia pode ser uma boa saída em muitos casos, e não pedir que ninguém o faça, cada um sabe dos desejos de sua alma, oque lhe faz bem e o que lhe faz mal, Deus nos deu o livre-arbítrio para isso!!!

Walikum al salam !

Devathai disse...

Alguém disse aí: 'como eu disse o mundo é machista' ... e daí que devemos abaixar a cabeça resignadas e nos adequar às regras machistas? Sem lutar, sem fazer nada? Eu hein. Acho tenso.

Muito bem escrito o seu texto, Mariachiquinha, parabéns! Não concordo, me revolto, principalmente com essa historinha de que se a mulher tem mais de um é promíscua, enquanto que o cara tá protegendo as mulheres... enfim, vou fazer o quê se tem gente que compra esse tipo de idéias... só não me peçam pra me conformar porque 'ah, o mundo é machista mesmo'. Isso NUNCA!!!!

sheila alvarenga gogoi disse...

Se o mundo é machista , cabe a NÓS MULHERES, mudar isso. Enquanto aceitarmos esse tipo de coisa e nos considerarmos seres frágeis, NADA VAI MUDAR!!!! A partir do momento que uma mulher aceita a "proteção" de um homem, ela tá dando mil passos atrás em tudo o que já foi conquistado por nós!!!

Carol by Carol disse...

Manahil o que vc justificou totalmente contradiz o que vc disse primeiro!
'Não vejo hipocrisia nisso, ou oque você faria no caso do seu marido ser estéril?'
sim, se ele eh esteril, paciencia..adota. se ela eh esteril ele se casa com outra? simples nao? MACHISTA SIM

Quem ama nao divide assim, eh mta dor ver a pessoa que se ama com outra pessoa, ou a pessoa eh fria ou eh corna! nao eh possivel, dividir tamanha intimidade.. e sem falar nas doencas!

Casamento eh uma uniao sagraaaadaaa! Entre duas pessoas, DUAS..
ja dizia o ditado: um eh pouco, dois eh bom, tres eh demais... 4 entao nem se fala!

Hexer disse...

Olha...eu até entendo, em tempos de guerra...vc deixa a sua vizinha (rodada ou não!) morrer de fome ou permite que ela case com seu marido pra voltar a ter dignidade...

Mas cada coisa em seu lugar...meu maridinho lindo, fofo e cheiroso nas mãos e no colchão de outra? Pára o mundo que quero descer agora!!!!!

Mas eu, como cristã, não muçulmana, não vejo nenhuma graça nessa coisa de continuar sendo protegida e respeitada como esposa. Pela lei islâmica eu não tenho direito a NAAAAAAAAAAADA mesmo!

Manahil disse...

Carol, não contradiz...veja está nas mãos das mulheres muçulmanas eles casarem ou não com outra, se as mulheres não aceitam, eles até podem pular a cerca, mas se forem descobertos, ai ai ai... 100 chibatadas heheheheheh...(aki em SP, eu sei que acontece isso e pelo que mera piyar disse no paquistão tbm!)
Estou falando a respeito do titulo da postagem, por que eles podem se casar com mais de 1, podem mas nas condições citadas... e o mais surpreendente é que a grande maioria não tem mais de 1 mulher, até por que hj em dia as coisas são bem diferentes, as mulheres são mais exigentes e etc...
Deus é sábio, conhece a natureza do homem e da mulher. Homens fazem coisas sem pensar, mulher pensa muito antes de fazer, por isso Deus deu o poder a mulher de escolher o tipo de vida que irá levar com o marido.

Magda, você disse que por não ser muçulmana você não tem direito a nada???? Sabe que isso é muito interessante...Na minha visão todas tem o direito de decidir se o marido vai poder ou não ter outras esposas...preciso perguntar, estudar a respeito disso e conhecer quais são os direitos das cristãs e judias no casamento com um muçulmano.

sandrajoi disse...

Minhas amigas e meus amigos. Li todos os posts, meditei, refleti à procura de uma solução para o impasse e proponho o seguinte às solteiras: bem que a gente poderia se juntar em grupinhos de 4 e fundar uma cooperativa para vender "proteção" a um sheik carente. Preferencialmente aos mais velhinhos, acima de 70. Que tal? É só cuidar pra não dar conflito nas agendas. Simples! O que os olhos não vêem o coração não sente. E viva a sociedade alternativa!

Fairuzi disse...

"Anas (RAA, narrou que o Profeta (SAAS) disse: Nenhum de vós chegará a ser um verdadeiro crente, até que deseje para o seu próximo o que deseja para si mesmo" (Bukhari e Muslim)

A mulher é um ser humano, e como tal tem sentimentos. Ninguém gosta de ser magoado... Duas ou mais esposas é uma verdadeira ferida na alma de uma mulher, salvo os casos em que a mulher seja tão miseravelmente submissa, que passe a ver de forma natural o fato de não ser o bastante para o homem amado.
Eu entendo a causa desta lei ter sido criada, mas não seria o caso de melhorar a condição feminina ao invés de ter 4 esposas para "proteger" a mulher? E onde fica o trecho que citei, transcrito, logo acima?
Deus, seja qual o nome seja dado a Ele, é justo. Não faz acepção de pessoas, portanto a mulher deve estar AO LADO do homem, não sob ele.

Stéfani disse...

Olha bela explicação. Mas em dias atuais a mulher se sustenta sabe se virar sem precisar de marido nenhum. Nenhuma mulher gosta de dividir o seu marido e nem mereçe.
Esobre a prte de que a mulher não pode ter mais de um marido, é uma visão muito machista, Pois é muito mais conveniente ao homem ter varias mulheres e ter relações com todas, e acho que mulher não é animal para ser devolvido quando o "marido" bem entender NÉ?!

Andreia Brasil Oliveira disse...

acho ridìculo o homem ser machista. do mesmo lugar que a mulher saiu ,o homem tambem saiu. ele não é melhor que a mulher. portanto todos temos o mesmo direito. se o homem pode se satisfazer com outras mulheres ,a mulher tambem tem o direito de ter outros homens.

Diogo disse...

Esse site está cheio de MENTIRAS. A poligamia é proibida pela Igreja Católica porque Cristo aboliu essa prática permitida no antigo testamento, assim como aboliu muitas outras práticas, como o próprio apedrejamento de mulheres pegas em adultério, por exemplo.

A citação de Santo Agostinho é totalmente mentirosa, tanto que nem mesmo FONTE foi postada. Uma vergonha este site, portanto.

Diogo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Diogo disse...

A poligamia é proibida pela Igreja Católica porque Cristo aboliu essa prática permitida no antigo testamento, assim como aboliu muitas outras práticas, como o próprio apedrejamento de mulheres pegas em adultério, por exemplo, algo previsto na Lei de Moisés.

A citação de Santo Agostinho é totalmente mentirosa, tanto que nem mesmo FONTE foi postada.


E o fato de Deus ter TOLERADO a poligamia no antigo testamento não significa que Ele a aprovava como um VALOR. Tratava-se apenas de uma TOLERÂNCIA por parte de Deus, já que a Nova Aliança em Cristo não havia ainda sido feito.

Faz parte de um projeto de Deus a IMPERFEIÇÃO MORAL do antigo testamento, justamente porque tudo deveria ser CONSUMAR EM CRISTO. Se o antigo testamento tivesse uma moral perfeita, Cristo não seria uma "novidade", nem a CONSUMAÇÃO do antigo testamento. Faz parte, portanto, da pedagogia de Deus TOLERAR (esse é o termo correto) certas práticas no antigo testamento que, depois, viriam a ser ABOLIDAS por Cristo.

Um exemplo muito concreto do Evangelho: quando os fariseus, citando o antigo testamento, perguntaram a Cristo se era lícito a um homem deixar a sua esposa em caso de adultério. O que Cristo, o Senhor, respondeu?

Ele disse que "Moisés havia permitido isso por causa da DUREZA DE VOSSOS CORAÇÕES", mas que "não era assim desde o início". E então Cristo cita o Gênesis, ou seja, o PROJETO INICIAL de Deus, como Deus pensou o matrimônio: união entre um HOMEM e uma MULHER, sem exceção alguma para poligamia ou divórcio.

Este blog contêm MENTIRAS. Está enganando as pessoas mal informadas sobre esses temas.

Anônimo disse...

Eu acho que bom mesmo é aumentar o número de mulher para o homem! É tão bom mulher!!! O islã tá certo! Eu queria pelo menos umas cincos!

Anônimo disse...

Criar polêmicas não é a melhor forma de expor uma opinião ou explanar um assunto.Apenas irá refletir um pensamento bruto que precisa ser lapidado pelo estudo,pelo conhecimento e pela reflexão.Nem tudo o que é empirico é real, criar um grupo de discussão nem sempre será a melhor maneira de opinar, apenas irá criar-se uma "pequena guerrinha" entre os "prós e os contras".Sendo que tudo irá terminar no nada!!!

Anônimo disse...

Religião é lixo! Olha só que merda esse tal de Isla, lixooooooooooooo! Ficam criando picuinhas por causa de uma coisa (deus) que não existe! religião é a maior desgraça do mundo, isso é apenas justificativa para putaria! Religião é putaria, religião é lixo! Praga universal, sou a favor de que se acabem com todas as religiões e que os religiosos morram! Bando de filhos da puta!

Lília disse...

Ele dorme com as duas. Faz a coisa aqui e, depois, faz alí. A esposa fica no quarto ouvindo o que ele faz com a outra, ou vai todo mundo para o mesmo lugar? tipo sexo em grupo?

marcos casteloforte disse...

apesar de mais de um ano dos comentarios primeiro o que é a verdade absoluta? todos temos as nossas mas só quero que coloquem as referencias do alcorão a onde é permitido tais homens a ter mais de uma mulher e coloque tambem as referncias biblicas que a condenem, parabens Diogo pois mesmo vc nao citando as passagens biblicas a sua é a mais verdadeira pois a base é a biblia como manual de regra fé e pratica tai meu desafio e curiosidade,pois a biblia diz que quem nos convence do pecado do juizo e da justiça é a palavra de Deus

Anônimo disse...

A segunda esposa é obrigada a conviver na mesma casa que a primeira esposa?

Anônimo disse...



A liberdade sempre tem um preço, seja para o homem ou para a mulher, mas falando das escrituras, até na Bíblia podemos ver claramente ainda no livro de Gênesis uma poligamia propriamente dito, através do neto de Abraão, o Jacó. Jacó, que inicialmente ia ficar apenas com a Raquel, conforme o trato feito com Labão (pai de Lia e Raquel), de servir por sete anos. Só que ao desposar, ele acabou ficando com a Lia, o que fez o mesmo ficar mais sete anos servindo a Labão, para finalmente ficar com a Raquel. Mas o Jacó não largou a Lia pra ficar com a Raquel, ele simplesmente ficou com as duas. Com a Lia, Jacó teve doze filhos e cada um dos nomes deles, receberam os nomes das respectivas doze tribos de Israel, e com a Raquel, ele teve apenas dois filhos: José e Benjamim. Um deles chegou até a exercer um cargo de altíssimo escalão do Egito, em que somente o faraó estava acima dele.
No Netflix tem o filme Tenda Vermelha que conta esta história. E vale a pena para entender a poligamia. E quem não quiser, não precisa optar, mas não critique aquilo que não entende. À história moldou muito a humanidade e continua moldando. Se depender das feministas, logo elas irão começar a ter bolas enquanto o homem amamenta em casa. Família feliz é aquela que vive a espiritualidade e teme a Deus. Onde tem Deus, Allah, ou Joevá, sempre tem uma família feliz e abençoada. Não precisa de um papel para te obrigar a ser feliz. Seja. É não critique quem não compartilha de sua crença. Daí vem o LIVRE ARBÍTRIO.

Anônimo disse...

Eu não quero saber se a poligamia é uma prática muito antiga, ser antiga não quer dizer que é correta. Eu não tenho religião, minha religião é a minha consciência. Não estou do lado de nenhuma religião, estou do lado daquilo que é justo, correto, ético...
Não acho justo o homem poder ter várias esposas e a mulher não poder ter vários maridos. Ou a poligamia é permitida para ambos os sexos ou não é permitida para nenhum dos dois.É este o meu conceito de justiça, igualdade e direito. Como vamos exigir retidão numa sociedade em que não damos os mesmos direitos a todos. É um paradoxo.

dayanaelsayed lopes disse...

Mas submissão e algo que está na Bíblia, mesmo estando no século 21 os homens são muito machista. Eu fui casada 3 ano com brasileira e fui traída 2 anos deste casamento. Eu queria um marido só para mim e casei para ser para sempre mas a falta de carácter da parte dele impossibilitou tudo isto às vezes a liberdade do homem em poder conversar com a mulher sobre outros casamentos faça com que o casal veja onde está o erro na relação

Anônimo disse...

Não me interessa o que as religiões dizem ou o que se fazia antigamente, não sigo nenhuma religião, sigo somente à Jesus Cristo, o único e verdadeiro Deus para mim.
Minha consciência condena a poligamia tanto para homens quanto para mulheres. Jesus Cristo também condena a poligamia.
Mas não é somente a poligamia que eu condeno.
Condeno também o adultério, a prostituição, a fornicação, os casamentos forçados, o desrespeito à dignidade humana para homens e mulheres etc.
Quero deixar bem claro que condeno para ambos os sexos, pois Jesus não fez distinção entre os sexos e eu também não faço. Somos todos iguais perante a Ele, então o que é pecado para um também é pecado para o outro.

Anônimo disse...

Muito complicado ,como as mulheres aceitam a chegada de uma nova esposa na vida do seu homem, como seria dorme cada dia na casa de uma kkkkk