domingo, 9 de agosto de 2009

Para o meu Pai

Não importa o dia, a hora, o ano, o século, a vida... Eu te amo!
Sempre estaremos juntos, sempre!
A cada sol que nasce para me aquecer, a cada lua que vem dar um beijo antes d'eu ir dormir, nós estamos juntos.
Seu sorriso de menino, seu jeito leve e alegre, sua voz firme e baixa, seus lindos olhos verdes..., tudo em você está guardado em mim.
Quando estou muito alegre eu penso em ti. Quando estou muito triste, ou doente, em dúvidas..., quando eu penso em mim, eu penso em ti.
Hoje eu não pude te beijar e dar um abraço longo e demorado. Também não almoçamos juntos, não vimos o filme a tarde,não dormimos no sofá da sala. Mas nós estaremos sempre juntos de alguma forma, porque o amor entre pai e filho é eterno. Porque o nosso amor é eterno.

2 comentários:

Devathai disse...

Fiquei emocionada. Lembro do meu pai exatamente assim.

Claudia Acourt disse...

Bello e emocionante!
O meu está um pouco longe, aí no Brasil, e tambèm me faz muita falta.