quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

A Casa da Mãe Joana

Seria o Brasil a "Casa da Mãe Joana"?
O que é o meu país? Por que alguns estrangeiros pensam que isso daqui é uma zona? Que todo mundo pode fazer qualquer coisa por aqui?

Sabe quando a pessoa está tendo crise de auto-estima e escuta aquela frase, "os outros tem veem do jeito que você se apresenta", pois é, como o Brasil tem se mostrado para o mundo?

Não estou me referindo à questão governamental, mas o povo brasileiro mesmo. Que país é este? Que povo é esse?

Desigualdade social, violência, desemprego... e trocentos outros problemas não são exclusividade de países pobres. Não é coisa só de brasileiro. Então a questão é como estamos enfrentando a tudo isso. Como povo age e reage.

Somos vistos como um povo pacífico, mas tem que trava uma guerra intensa e diária contra o tráfico de drogas. Somos alegres, festeiros, e confundidos com baderneiros, irresponsáveis. Talvez possamos dizer que banho de mar com biquini é uma questão antropológica, afinal herdamos costumes indígenas. Daí criamos um imaginário de povo que anda pelado pela rua. Imaginem todo mundo nú com a não no bolso. Isso sem falar que muito estrangeiros pensam que brasileiras e prostitutas são quase que sinônimos.

Aí..., para piorar o que já não era bom, a grife italiana Relish, que veiculou recentemente uma campanha publicitária usando homens vestidos como policiais militares cariocas revistando duas mulheres, insinuando uma ação de violência contra a mulher. Isso é o Rio? É essa a cara do Rio?

Fechando o dia com chave de ouro de tolo, vi na tv que três turistas alemães, com mais de 60 anos foram detidos porque resolveram trocar a roupa em pleno saguão do Aeroporto de Salvador e ainda tiveram a caraça de pau em dizer que amam o Brasil. Eitcha!!

Será mesmo que tudo aqui é normal e todo mundo pode tudo, não é mesmo? Será que essas pessoas não tem respeito pelo nosso povo, nossa cultura? Ou será que nós brasileiros perdemos o respeito por nossa gente e deixamos que os outros nos vejam dessa forma deplorável?

.....................................................................................

7 comentários:

Claudia Acourt disse...

Ixi, muito desta imagem diz respeito do que os brasileiros, espalhados pelo mundo, fazem. E, para piorar, muitos ressaltam estes problemas e falam mal do Brasil. Vejo muito disso aqui na Italia. Quanto a brasileira ser vista como prostituta, parece regra geral e sem exceçao.

E se ajuda em alguma coisa, a propaganda da Relish provocou revolta entre os italianos e, graças a Deus, ninguem associou à policia militar do RJ.

Ver um paìs atravez de esteriòtipo è algo que sucede em toda parte do mundo. O senso comum è uma praga internacional.

Carol by Carol disse...

eu vi eles num jornal dizendo que aqui no brasil todos andam meio que sem roupa que eles acharam normal ahauhaahua
ninguem merece

Anônimo disse...

Gostei muito do seu tópico.... me dar a sensação que você deixa um grande” POR QUE ????” no ar

E pior que ter uma resposta bem elaborada é não ter resposta nenhuma...
É assim que estou agora sem resposta a única coisa que ecoa na minha mente é uma trecho de uma musica de Milton Nascimento e Fernando Brant


Maria, Maria
É um dom, uma certa magia
Uma força que nos alerta
Uma mulher que merece
Viver e amar
Como outra qualquer
Do planeta

Maria, Maria
É o som, é a cor, é o suor
É a dose mais forte e lenta
De uma gente que rí
Quando deve chorar
E não vive, apenas agüenta

Mas é preciso ter força
É preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca
Maria, Maria
Mistura a dor e a alegria

Mas é preciso ter manha
É preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele essa marca
Possui a estranha mania
De ter fé na vida....

Esse é meu Rio ,meu São Paulo, minha Bahia , meu ....... , meu país, meu Brasil.


Beijo no seu coração MARIAchiquinha

Ilka do Rio de Janeiro

sheila alvarenga gogoi disse...

Se os gringos já acham q o Brasil é terra de ninguem, pode ter certeza q eles acham isso ao cubo, em relação a Salvador e Rio. Culpa nossa... carnaval nestas 2 cidades = baixaria, mulher pelada e povo transando feito coelhos no cio.
Estas coisas me envergonham muito... as pessoas acham q aqui no Brasil pode-se tudo!

egitoebrasil disse...

Oi.. li seu texto e entendo a revolta... mas sabe, infelizmente o Brasil é sim país onde o povo faz de tudo e não está nem aí... as mulheres andam mesmo peladas em relação a outros lugares, perderam o respeito por si e pelos outros, e o os homens juntos andam que nem macacos só atrás de festa, cerveja e alguém para "catar"... mas é isso que é valorizado, senão o BBB não seria esta baixaria dando picos de audiência. Todo mundo acha que aqui pode dar um jeitinho pra tudo (quem naõ conhece em SP alguém com carteirinha falsa de estudante??), sempre pensam em tirar vantagem e vira tudo um oba oba... é antropologia sim, o que famos no cotidiano reflete no país como um todo, no congresso, na maneira que somos vistos... Claro que nem todos pensam iguais, como vc ao postar tudo isso, mas é a nossa realidade e também não sou conformada, mas não vejo meios de mudar o Brasil, já que o básico, que é uma educação de base clara, ninguém mais investe. É melhor dar Bolsa familia ou sei lá o que, do que criar um sistema educacional digno.
Além disso, quem tenta seguir alguma moral aqui, é taxado de louco ou retardado, como muitos falam de mim pq casei cedo, sigo uma religião e acho baixaria a forma que as pessoas se comportam no Brasil.
Bom, já falei demais!!! beijos

Mariachiquinha disse...

Obrigada meninas por comentarem no blog!;)

Mas é isso mesmo, se não nos respiatmaos, não nos valorizamos, esperar que alguém de outra cultura, de outros países façam isso, mas não vão mesmo.

Obrigada pelo gesto de carinho Ilka! :)

Jules disse...

Vou resumir assim:

Somos culpados por mostrarmos uma imagem esculhambada do nosso país e povo;
e os estrangeiros são folgados e abusados, tentando tirar uma casquinha já que nem a gente se leva a sério.
Em qualquer lugar.. tu dá a mão e eles querem o pé tambem.