sábado, 4 de abril de 2009

Existe amizade feminina?

Desde ontem eu estava para postar esse tópico, mas o cansaço e a preguiça falaram mais alto.

Há um ano atrás, a Paty, minha meio amiga-meio irmã, com poucas palavras mudou a minha vida que estava sem sentido. Nós não poderíamos naquele momento se quer imaginar que tais palavras teriam tamanha importância, até porque já éramos amigas a muito tempo, e aquilo que seria apenas mais um gesto simples de amizade se tornou algo que acabaria por mudar a minha vida de uma maneira muito especial.

Pois bem, hoje um dos temas que norteiam a novela Caminhos das Índias, é caso de duas amigas na qual uma é psicopata e age com extrem falsidade. Tirando o caso de se tratar de uma pessoa desequilibrada emocionalmente, fica a pergunta no ar: existe amizade verdadeira entre amigas?

Quando eu era mais nova e a minha mãe no auge dos seus ataques de ciúmes adorava dizer "a única amiga sua SOU EU!". Ok. Minha mãe é a minha melhor amiga, amiga de todas as horas. Mas mãe não vale, porque é mãe.

Uma tia, que eu amo muito, conversando comigo sobre o casamento de uma amiga nossa em comum que havia terminado, certa vez me disse que nunca devemos colocar "amigas" dentro de nossa casa, dentro da nossa relação seja namoro, casamento, etc. Amigas são importantes, mas que era preciso saber separar amizade do nosso relacionamento e que de preferência jamais confiasse demais na amizade de uma mulher , principalmente, se tiver um homem em questão.

Já o meu pai, na sapiência dos mais simples, costumava dizer que o problema de se confiar demais é que as pessoas erram e nem sempre estamos preparadas para aceitar os erros dos outros, daí nos decepcionamos tanto.

Resumo da ópera, a medida em que vamos crescendo, aos poucos aprendemos a separar as 'amigas" das amigas. A gente aprende a aceitar que as pessoas erram, traem, ajudam, concordam, discordam, mas que amigas de verdade são para sempre. E há SIM, amizade verdadeira, desinteressada entre mulheres.

Eu posso dizer que tenho poucas, mas super amigas. Aquelas que gostam de mim e estão ao meu lado (ainda que online), quando estou alegre, ou falando bobagens, quando surto geral , quando estou triste e choooooooooooro. Amigas em que eu posso confiar de verdade e quem elas sabem que podem confiar também.

Não queria ser deselegante em citar alguns nomes de deixar outros de fora, mas falar em amizade e não citar o nome da Paty ou da Iza, seria no mínimo uma falta de sensibilidade com as duas que mais me aguentam nos meus momentos de ataque de bilu. :p
Mas os beijitos são para todas!

Já faz algum tempo que eu li sobre o tema escrito por Martha Medeiros e achei apropriado, então resolvi citar.


_ Amizade feminina: existe ou não?_
Existe mesmo? Há quem acredite que as mulheres são eternas concorrentes e, portanto, muito pouco leais.

Existe amizade feminina, sim. Amizade real, sólida e vitalícia. O que acontece é que as mulheres se envolvem muito na vida umas das outras e isto, como em qualquer relação, gera alguns mal-entendidos, ciúmes e até brigas feias, o que faz parecer que a amizade entre mulheres é frágil.

Os homens são menos invasivos, não se envolvem tanto com a intimidade dos amigos. Por isso, atritam-se menos e passam a idéia de serem mais estáveis.

A amizade é o melhor e, provavelmente, o único antídoto contra a solidão. E não precisa ser uma amizade grandiloqüente, do tipo grude vinte e quatro horas e sem segredos. Uma amizade pode ser forte e leve ao mesmo tempo.

E melhor ainda, se forem amizades variadas. Uma boa amiga para ser sua sócia, outra boa amiga para dar dicas de viagens, uma amiga especial para conversar sobre sentimentos escusos, outra amiga fantástica para falar sobre livros e filmes, uma amiga indispensável para lhe dar um ombro quando você está caidaça.

Nenhum problema em departamentalizar. Ao menos nas amizades, viva a poligamia.

7 comentários:

Annah disse...

Ain Chiquinha eu já levei cada rasteira da que considerava amiga de infância.
Acho que amizade pra ser sincera, tem que passar por provas de fogo, não só nos momentos ruins ti ouvir não, mas passar por eles ao seu lado.
Como minha vida não foi nada fácil na infância muitos que se diziam meus amigos pularam fora, se puseram a "Estou aqui, mas vou ali" só tive o Wag que foi um amigo que quando sofri problemas familiares ele estava li no sofá não me consolando, mas me aconselhando.
Enquanto a que eu dizia ser minha amiga pulou fora.
Mas eu acredito que exista, e confio nas que se aproximam de mim, mesmo que minha mãe tenha essa mesma ideologia de sua mãe que a vida lhes deu com a experiência.
Continuo acreditando até que me provem o contrário.
Ano passado estava interessada em um rapaz, e uma "amiga" de 6 anos de convivência de estar na minha casa e tudo mais, sabendo de toda minha impolgação foi lá ficou com ele e me contou numa bravura de amizade.
Minha mãe sempre insinuava que isso iria acontecer, por mais que eu estivesse com ele sempre, ela seria mais esperta.
Mas aí, vem duas grandes questões:
Amizade feminina é verdadeira?
ou
Praga de mãe realmente pega?

huashuahsa Beijo Linda Flor
Eu sou sua nova amiga ;)

Hexer disse...

Sabe que minha melhor amiga tem uma ex-melhor amiga...e eu acho hilário pq não imagino minha vida "de mau" com a Lou...ela é mais que amiga...é irmã...
Claro que existe amizade, mas acho que não se trata de gênero e sim de seres humanos...
Existe amizade sincera entre homens e mulheres e entre seres do mesmo sexo.
bjs

Claudia Acourt disse...

Há um versículo na Bíblia que diz que "há amigo mais chegado do que um irmão". E é verdade. São pessoas especiais em momentos de nossas vidas. A nossa grande problemática, além daquela que o seu sábio pai falava, é que queremo que aquela pessoa que gostamos tanto seja nossa amiga como somos dela. Também, muitas vezes por carência, transformamos quase todos que passam em nossas vidas em amigos.
Eu tenho a fortuna de ter DUAS grandes amigas. Uma, eu fiquei 16 anos sem ver pessoalmente e foi a net que nos fez encontrar novamente. A outra, conheci pela net e quem nos ve pensa que somos crescidas juntas ou que somos primas. Estou distante das duas, separadas por continentes, mas nunca deixamos de falarmos e apoiarmos.

E, sim, existe amizade entre mulheres.

Jules disse...

Eu já tive melhores amigas, do tipo irmã. Hoje não mais... creio que por falta de contato com as pessoas.
Tenho, SIM, amigas fantásticas - ainda que não irmãs - em quem confio plenamente e sei que estão aí se eu precisar.

Mas existem pessoas e pessoas... e interesses.
E é terrível descobrir que uma pessoa não merece sua amizade. =/

Carol by Carol disse...

" problema de se confiar demais é que as pessoas erram e nem sempre estamos preparadas para aceitar os erros dos outros, daí nos decepcionamos tanto"
seu pai arrasou, vivo me decepcionando com as pessoas, sempre espero mais do que elas poçam oferecer...

acredito sim em amizade verdadeira, tenho amigas de anos, mas sempre tem uma que agente confia mais..

Iza disse...

Sem palavras... simplesmente.. AMO-TE!!!!

Mel disse...

Eu penso que amigas pra se considerar verdadeiras mesmo,como irmas vc precisa ser muuuuito compreensivel e saber relevar muitas vezes,assim como num casamento,nem sempre as pessoas nos agradam ,as vezes erram (como disse seu pai maravilhosamente)as vezes nos decepcionam e se mesmo assim continuamos gsotando delas,e elas d enos dai sim somos amigas verdadeiras,eu tenho amigas de muitos anos,algumas que estao longe,que tenho contato de ano em ano mas sao amigas,eu gosto delas e elas de mim,eu apareco na casa delas depois de anos sem se falar e sempre serei bem recebida,eu amo minhas amigas,mesmo as que me trairam,as que eu de alguma forma tbem trai ou magoei,saominhas amigas,eu amo elas e sei que elas me amam tbem.