segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Simplicidade

Eu confesso que gosto dessa correria do dia-a-dia, dessa movimentação toda de pessoas, carros, ônibus... Mas de vez enquando, faz bem dar uma paradinha pra descansar e regarregar as energias.

Para isso nem é preciso tanto. Coisas simples, como andar descalço, se refugiar debaixo de uma copa de árvore, tomar banho de mangueira, deitar numa rede, sentir o cheiro de um feijão bem temperado, ou tomar um chá. Sei lá... Acho que cada um tem um jeito de tirar a armadura do cotidiano e de se entregar a pequenas coisas que fazem bem.

Neste final de semana, viajei para uma cidadezinha que ainda conserva um pouco daquilo que a gente espera de uma cidade pequena, do interior.
..........................................................................


Simplicidade
(Pato Fu - Composição: John)



Vai diminuindo a cidade
Vai aumentando a simpatia
Quanto menor a casinha
Mais sincero o bom dia



Mais mole a cama em que durmo
Mais duro o chão que eu piso
Tem água limpa na pia
Tem dente a mais no sorriso


Busquei felicidade
Encontrei foi Maria
Ela, pinga e farinha
E eu sentindo alegria


Café tá quente no fogo
Barriga não tá vazia
Quanto mais simplicidade
Melhor o nascer do dia

.................................................

Um comentário:

Thaís disse...

Moro no sul de minas São Lourenço, com várias cidadezinha assim, e justamente a minha é bem mais urbanizada que as outras e quando o cotidiano da urbanização nos incomoda é maravilhoso poder fazer isso que vc disse, principalmente se for junto da natureza e das coisas simples da vida...

Bjus